domingo, 17 de Outubro de 2010

Morte Violenta

O Canhoso foi hoje noticia num jornal nacional, infelizmente não pelas melhores razões :(

http://dn.sapo.pt/inicio/portugal/interior.aspx?content_id=1688441&seccao=Norte

domingo, 29 de Agosto de 2010

Festa em honra de nossa Sra Fátima

As primeiras fotos de mais uma festa animada !

Toca a bombar !!!





a população compareu em peso !



A equipa da Brasa :)




e para empurrar ... o belo fino :)



A procissão ...








e depois o garrafão :)

quarta-feira, 11 de Agosto de 2010


Há algum tempo que não colocava informação aqui no blog :(

esta é uma foto que um leitor enviou para o meu email

sábado, 17 de Abril de 2010

Documentário sobre o sanatório

sanatorio covilha from carlos reis on Vimeo.



Um documentário do antigo sanatório na encosta da serra da estrela, um trabalho académico da escola ESART em Castelo Branco elaborado por Carlos Reis, Rui Lucas, Pedro Antunes, Sara Fernandes e Hugo Duarte

sexta-feira, 19 de Março de 2010

Limpar Portugal


É já amanhã que vamos todos juntos limpar portugal!!

Na freguesia de Canhoso o ponto de encontro é no restaurante Tomás ás 11:00 a segunda volta será da parte da tarde, o ponto de encontro é no mesmo local ás 15 horas.

vamos limpar portugal!

terça-feira, 2 de Março de 2010

Demolição da Ponte do Corges

A julgar pelas noticías que tem corrido pelo mundo dos blog a ponte do corges vai ser demolida ... será ?

http://www.construcaomagazine.pt/scid/webCM/defaultArticleViewOne.asp?articleID=526&categoryID=780

Tenho que ir lá tirar umas fotos antes que desapareça :)

segunda-feira, 8 de Fevereiro de 2010

O fim das caminhadas ?

Esta semana foi sem dúvida uma mão cheia de sentimentos contraditórios relativamente á cidade que me viu nascer e crescer, por um lado a alegria e emoção no reconhecimento da oferta da Covilhã, da qualidade das suas estruturas, da sua gente, falo do anúncio do estágio da selecção portuguesa de futebol na Covilhã. É certo e sabido que não ligo a futebol, mas um evento desta importância não podia passar-me despercebido.

Na mesma semana a triste notícia que a equipa da Camâra Municipal que organizou as caminhadas na serra da estrela vai cessar a sua colaboração com a Camâra Municipal.
O meu primeiro pensamento foi de desalento, pelas pessoas em questão, com as quais criei laços de amizade que ficarão para o resto da vida.

(Trilho do Major)

Quem me conhece sabe a paixão que sinto pela montanha, o tempo que lá passo a fotografar, no verão, no inverno, com neve ou debaixo de sol e sinceramente não me recordo de alguma vez ter visto tanta gente a caminhar por essa montanha, gente de todas as idades, e principalmente com regularidade (em 2009 o programa Caminha Covilhã brindou-nos com uma caminhada por mês) , quantas vezes durante os meus 30 e poucos anos de vida eu vi mais de 40 pessoas a caminhar pela montanha ??? que eu me lembre apenas no NeveEstrela, na caminhada nocturna organizada pelo grupo de amigos de vila de Mouros.

(Varanda dos Pastores)

Temos que reconhecer o valor que este programa Caminha Covilhã representa para o região, costumo dizer que a serra não é só a Neve e as pistas de ski , temos condições naturais para explorar que estão praticamente ao abandono ... porque não potenciar a serra como um destino de pedestrianismo ??? é certo que muito ainda há por fazer, mas o programa Caminha Covilhã parecia-me uma chama que desencadearia toda uma evolução que devidamente acautelada seria benéfica para todos nós (e para a serra da estrela obviamente).
Tenho receio que com o abandono da equipa que tantos esforços fez para levar o projecto Caminha Covilhã para bom porto, o mesmo seja condenado ao esquecimento.


(Rota das Salgadeiras)

Neste momento interrogo-me sobre qual será a intenção da Camâra Municipal ... haverá continuidade do projecto Caminha Covilhã, com a organização e qualidade a que nos habituaram?? ou será que por outro lado se vai desperdiçar todo este trabalho e deitar fora todo o conhecimento e valor aquirido ? Faz sentido apostar em trazer a Selecção durante 1 ou 2 semanas e depois deixar a montanha abandonada o resto do ano ?

É com todo o gosto que regularmente me desloco de Lisboa para a Covilhã para caminhar por essa montanha ... gostaria de o continuar a fazer no futuro ... o que pensam os meus amigos caminhantes ??? qual será a linha orientadora da Camâra Municipal da Covilhã para este assunto ?? porque não colocar a pergunta ao Presidente de Camâra ...sim.. é possível , basta ir ao site da camâra Municipal (http://www.cm-covilha.pt/) e seleccionar a opção "Deixe uma mensagem ao Presidente"



ao clicar na opção acima referida é exibido um formulário onde podemos escrever um texto que será enviado ao Presidente.


depois é aguardar pela resposta ...

Rui Madaleno (rui.madaleno@gmail.com)

terça-feira, 26 de Janeiro de 2010

Sanatório

Hoje descobri um post interessante, fala da história desse edificío emblemático da serra da estrela- o Sanatório.

O Post completo pode ser consultado aqui: http://www.paulo-coelho.net/blog/_archives/2007/10/15/3293057.html#1277106

um pequeno pedaço desse post:

"...Projectado pelo arquitecto Cottinelli Telmo nos anos 20,foi mandado construir pelos Caminhos de Ferro para tratamento de Tuberculose dos seus funcionários, visto poderem beneficiar da localização em sitio calmo e dos ares da Serra, fazendo parte da rede de 11 sanatórios, existentes no inicio do século XX.

Demorou 8 anos a ser construído (1928-1936) e permaneceu fechado durante outros tantos anos, devido a circunstâncias diversas e estranhas à CP. Depois viria a ser arrendado à Sociedade Portuguesa de Sanatórios, com a condição de receber todos os doentes necessitados de tratamento de altitude, tendo cinquenta camas à disposição da Assistência Nacional aos Tuberculosos.

O edifício acolheu, ao longo de mais de 40 anos, muitos milhares de tuberculosos, provenientes de todo o país, que procuravam recuperar da Tuberculose nos bons ares da Serra da Estrela.

Apesar de acolher doentes de todas as classes sociais, os doentes menos favorecidos não tenham acesso a todas as alas, algumas destinadas apenas às classes altas, que ali encontravam todo o conforto que o dinheiro podia comprar.

Oito anos após a cedência, o edifício passou para as mãos do Estado, tomando conta dele o Instituto de Assistência Nacional de Tuberculose (IANT), passando também a partir de 1953, a ser internados doentes pobres.

O recurso à quimioterapia antituberculose, levou ao encerramento dos sanatórios afastados dos centros urbanos e pouco rentáveis. E o Sanatório das Penhas da Saúde não mereceu diferente sorte, fechando as portas em Junho de 1969.

Em 1969, por ordem do Ministério de Saúde e Assistência seria dada ordem de encerramento. O seu ultimo director Dr. Carlos Coelho, licenciado em Medicina e Cirurgia pela Faculdade de Medicina da Universidade de Coimbra, acabou por ser o ultimo testemunho do encerramentodo Sanatório.

Palco de grandes historias humanas, umas com sucesso, outras dramáticas, devido as carências na época. Portugal entrava em guerra com algumas colónias em África, que originou uma época de grande crise, pobreza e miséria,

Nos anos seguintes, houve a tentativa de aproveitar a estrutura, chamando-se Abrigo dos Hermínios com a finalidade de servir de albergue, estrutura de apoio ao alojamento na Serra da Estrela, tendo sido mesmo mudadas todas as camas do edifício.Após o 25 de Abril, e devido à falta de alojamento, serviu de residência temporária aos retornados e refugiados das antigas colónias.

Desde os anos 80 que foi deixado a um abandono profundo, que tem originado o seu estado de degradação até aos nossos dias.

Avaliada entre cem e cento e cinquenta milhões de euros, a reconstrução do Sanatório ultrapassa as possibilidades da Turistrela, o que obrigou à cedência em favor da Enatur.

A 28 de Novembro de 1998, o Sanatório é vendido pela Turistrela à Enatur, pela simbólica quantia de 1 escudo. Em troca, entre outras contrapartidas, a Enatur compromete-se a reconstruir o edifício e transformá-lo numa Pousada Regional de grande qualidade.

A FUTURA ESTRUTURA

O projecto foi entregue ao conhecido arquitecto do Porto,Souto Moura, cujo arranque das primeiras obras esteve previsto para o final deste Inverno, o que não irá acontecer.

Segundo Souto Moura, a fachada original vai ser mantida, pois «está lá tudo»,e nada vai ser alterado no seu interior, assim como na altura da construção as soluções aplicadas pelo arquitecto criador foram acertadas. Exemplos são a disposição de todo o trabalho de caixaria de portas e janelas, já que o seu criador fê-lo a pensar num «Hotel para doentes».

Presságio ou não, o edifício acabará mesmo como uma unidade hoteleira, com 35 quartos duplos, 16 suites e cinco quartos familiares, que poderão ser configurados como dez quartos individuais, para além de uma suite presidencial.

A preocupação deste arquitecto em criar uma estrutura com baixos custos de manutenção pois estes custos terão muito peso no futuro da gestão da Pousada. Para isso foi pedido ao Estado do Turismo para que a exigência de instalação de ar condicionado, neste tipo de unidade com classificação de cinco estrelas, possa ser revista, já que um «edifício com paredes de dois metros de espessura não precisam de ar condicionado nenhum», palavras do responsável do projecto.

Apenas duas alterações na estrutura do edifício serão visíveis do exterior. Uma nas traseiras, prolongando a zona de cozinha e serviços e outra, logo abaixo do telhado, reabrindo os solários, quebrando o aspecto pesado do edifício. Será um regresso ao projecto original, já que o seu arquitecto foi obrigado a adulterá-lo, quando a CP lhe pediu um alargamento do sanatório. Na altura os solários foram fechados e aproveitados como quartos.

As novas estruturas da pousada, não vão interferir com o conjunto original: o parque de estacionamento, com capacidade para 50 a 60 viaturas será subterrâneo. O parque, com entrada directa para o interior do edifício, terá uma zona de armazenagem de material de Inverno e um outro corredor que ligará ao health club. Esta outra unidade será construída também no subsolo. Este health club subterrâneo é construído num acentuado desnível ali existente, em que será colocada uma parede envidraçada amovível, permitindo a partir da sauna ou da piscina, o contacto com o exterior.

Para além do edifício do sanatório em si, fazem parte do conjunto da estrutura, nas redondezas outros imóveis, como a casa do médico e as antigas casas dos funcionários. A primeira será recuperada e ficará disponível como pequena unidade de alojamento de reserva, para épocas de maior lotação ou ocasiões especiais e as restantes servirãopara os funcionários.

O exterior do edifício, à entrada da pousada, terá um pequeno lago artificial e será densamente arborizado.

.."

quarta-feira, 20 de Janeiro de 2010

Caminhada - Dia dos namorados

Uma caminhada pela serra no dia dos namorados ??? porque não ??? :)


Mais informações/inscrições: http://ccccovilha.blogspot.com ou smccccovilha@gmail.com

segunda-feira, 11 de Janeiro de 2010

Neve e mais neve

A caminhada de domingo (10 de Janeiro) foi cancelada devido á queda de neve ... fica para a próxima.

A neve caiu intensamente e quase continuamente durante o dia, não via um nevão assim desde que era míudo e frequentava a escola no Teixoso ... há mais de vinte anos.

O dia rendeu boas fotos (depois coloco aqui algumas) e uma viagem para Lisboa muito complicada.

Recolhi alguma informação sobre as estradas encerradas devido á neve/gelo, esta informação recolhida de alguns blogs/jornais online.

Fui tentar confirmar essa informação, consultado o site de protecção civil, o site é simples mas não é funcional ... se queremos informação sobre os vários orgãos e exercícios efectuados pela protecção civíl está tudo lá ... até o famoso mega-exercicio de simulação de terramoto efectuado em 2009 ... no entanto informação sobre estradas cortadas .... kaput ... um ponto a melhorar.

"... No concelho estão cortadas as estradas para as freguesias de Verdelhos e Sarzedo, bem como entre Tortosendo e Ourondo. Na zona das Minas da Panasqueira estão também fechadas as ligações entre Barroca e S. Jorge da Beira e de Barroca Grande para Portela de Unhais.

Segundo o Comando Distrital de Operações de Socorro (CDOS) de Castelo Branco, a auto-estrada A23 também está cortada a partir do nó da Benespera para norte, em direcção à Guarda.

No Fundão, está fechada a estrada que sobe a Serra da Gardunha, entre o Fundão e Alpedrinha, bem como a estrada que liga o Fundão ao Alcaide. Estão ainda cortadas as ligações Telhado - Barco, Enxabarda - Boxinos e Silvares - Cabeço do Pião.

No concelho de Castelo Branco, a neve obrigou ao corte das estradas entre São Vicente e Casal da Serra e entre Lameirinha e Valbom.

Há ainda cortes no concelho de Oleiros (Oleiros - Isna, Souto - Corgas e Estreito - Foz do Giraldo) e está encerrada a estrada de acesso à aldeia histórica de Monsanto a partir de Relva.

..."